DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMA E METODOLOGIA PARA DESCONTAMINAÇÃO ATIVA NA PLANTA DE TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE POR ANODIZAÇÃO DA CBA PARA TRATAMENTO EMERGENCIAL DE ACIDENTES COM PRODUTOS QUÍMICOS, SOBRETUDO ÁCIDO SULFÚRICO E SODA CÁUSTICA, MINIMIZANDO OS DANOS E SEQÜELAS OCASIONADOS POR QUEIMADURAS QUÍMICAS


Resumo

A presença de agentes químicos, principalmente ácido sulfúrico e soda caústica, confere ao processo produtivo de tratamento de Superfície por Anodização a condição de elevado potencial de riscos de ocorrência de acidentes de trabalho com consequente queimaduras químicas durante as atividades de operação e manuseio de produtos e agentes químicos. O contato da pele humana com agentes alcalinos e ácidos em determinadas condição de temperatura e concentração presentes no processo podem provocar queimaduras de gravidades extremamente elevadas trazendo como resultados seqüelas, incapacitação permanente ou temporária, cegueira, entre outros transtornos a sociedade bem como prejuízo às questões trabalhistas.

Visando minimizar os efeitos quando da ocorrência de acidentes químicos, foi implantado na planta de tratamento de Superfície por Anodização da CBA, metodologia para descontaminação química através da aplicação do agente Descontaminante Ativo.

O presente trabalho objetiva apresentar a metodologia e o programa de implantação da utilização do agente Descontaminante Ativo na Planta de Tratamento de Superfície da CBA.

Clique para ver o artigo completo

ESCRITÓRIO


FÁBRICA